Pular para o conteúdo

Conteúdo

Blog

Últimas Notícias

11 dicas para melhorar a performance da frota

A performance da frota é um dos maiores objetivos que a transportadora persegue para conquistar resultados melhores e proporcionar serviços de alto nível aos seus clientes.

Trabalhar com transporte exige experiência e senso de organização, além de um pouco de coragem para procurar e aplicar inovações quando necessário ou descartar o que não está dando certo.

De acordo com o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), o Brasil conta com uma frota de 2 milhões de caminhões e 7 milhões de veículos comerciais leves.

Levando em conta que apenas 12,4 % da malha rodoviária brasileira é pavimentada, conforme consta no anuário do CNT do transporte 2018, a performance da frota deve ser priorizada.

Imagine competir com esse número de veículos em tão poucas vias devidamente pavimentadas? Os riscos para o negócio são enormes e todos os investimentos podem ser perdidos.

Além disso, podem ocorrer acidentes graves com os motoristas, perdas da carga ou roubos, danos aos veículos e outros problemas que surgem no decorrer das entregas.

Como evitar problemas e evitar que aconteçam? Você pode contar com a frota e trabalhar para otimizá-la ao máximo!

Por isso, criar estratégias e investir tempo e recursos visando melhorar os processos, pessoas e veículos é vital para conservar a competitividade da transportadora.

Estratégias para melhorar a performance da frota

Não há dúvidas que a performance da frota aflige os gestores mais experientes, pois os veículos são a alma da transportadora.

Os benefícios são inúmeros e você pode colocar em prática nossas dicas com ações simples.

Contar com o apoio da equipe e investir em treinamentos, por exemplo, é muito importante para melhorar a performance da frota. Você pode aplicar diversas táticas, trabalhar com métricas e procurar por problemas com mais autoridade quando elabora uma estratégia que contemple diversas frentes.

Para otimizar a performance da frota, sua transportadora pode aplicar algumas mudanças nos processos. Confira a seguir:

Planeje suas ações para não se perder

Planejar é importante, pois é um meio para a transportadora alcançar seus objetivos. Por meio dele, o gestor pode enfrentar mudanças com mais tranquilidade e manter a empresa competitiva.

Dessa forma, o gestor pode controlar as situações e evitar imprevistos que surgem no decorrer das atividades.

Verifique se existem problemas

Para melhorar a performance da frota você deve controlar cada etapa da entrega e procurar qualquer ponto que apresente problemas.

Controlar os processos cria parâmetros que servirão para detectar qualquer problema possível.

As ações darão resultados se os dados puderem ser mensurados e comparados com os anteriores. Assim, encontrar problemas e pontos que precisam de melhorias será ainda mais fácil!

Controle os custos

Cada caminhão faz um caminho diferente quando entrega um produto e, por isso, cada viagem gera gastos diferentes. Muitas despesas variáveis devem ser consideradas, além das fixas.

Assim, é importante controlar os gastos com alimentação, manutenção do veículo, hospedagem do motorista no caso de trajetos longos e a quilometragem rodada, entre outros.

Ao pensar em cortar custos, o gestor precisa ter cuidado e avaliar se a contenção de gastos não provocará algumas perdas importantes.

Preveja cada custo com base nas viagens anteriores e na experiência dos colaboradores que já fizeram esse percurso. Dessa forma, acompanhar diversos custos, como:

  • Manutenção preventiva;

  • Manutenção corretiva;

  • Viagem;

  • Abastecimento;

  • Motorista;

  • Impostos e pedágios.

Faça manutenção preventiva

Alguns gestores consideram que as manutenções preventivas são custos extras e desnecessários. Contudo, qualquer problema que possa ocorrer nos veículos, futuramente, é verificado quando a transportadora adota uma postura preventiva.

A manutenção preventiva evita que a frota fique fora de circulação sendo consertada e que haja gastos não planejados com trocas de peças ou, até mesmo, do veículo por completo.

Quando um caminhão está em perfeitas condições a transportadora consegue cumprir seus prazos.

Para o bom desempenho é importante que a empresa reserve uma verba para realizar manutenções. Afinal de contas, estar preparado para lidar com quebras parciais ou totais dos veículos evita que haja perdas significativas da frota.

O controle evita que gastos sejam realizados além do planejado e a transportadora fique desprevenida e diminua a performance da frota.

Cortar o investimento em manutenção preventiva é uma prática que alguns gestores fazem visando reduzir custos. Contudo, isso pode colocar os motoristas em risco, já que estarão sujeitos a acidentes devido à negligência com os veículos, por exemplo.

Evitar que os caminhões fiquem parados em manutenção é a forma mais inteligente de utilizar os recursos da transportadora. Uma transportadora que não realiza entregas por falta de frota só consegue ter prejuízos como resultado!

Escolha o óleo lubrificante certo

Usar o óleo lubrificante correto evita que gastos com manutenções corretivas sejam necessários!

Os produtos certos mantém a performance dos veículos e você pode consultar os manuais do proprietário para saber mais sobre sua conservação.

Se você não encontrar estas informações, deve observar algumas características importantes ao adquirir produtos para manter sua frota em funcionamento.

Assim, verifique se o óleo lubrificante tem os seguintes benefícios:

  • Facilita a limpeza interna;

  • Aumenta a durabilidade do motor;

  • Proporciona economia de combustível.

Prefira rotas otimizadas

Percorrer quilometragens sem necessidade eleva os gastos com manutenção e o consumo de combustível.

A transportadora pode enfrentar problemas, como troca de pneus e troca de óleo com mais frequência.

As rotas otimizadas permitem que as entregas sejam realizadas dentro do prazo e que satisfaçam os clientes.

Use a automação para monitorar e cumprir prazos

Automatizar o monitoramento de prazos ajuda a acompanhar e enviar alertas referentes a cada etapa das entregas. Também, é importante controlar o caminhão por sua localização.

O desvio e o atraso nas entregas pode acontecer quando o condutor não seguiu uma boa rota e enfrentou obstáculos, como acidentes ou condições da estrada.

Esses problemas podem comprometer o serviço e você deve usar a tecnologia a favor da transportadora.

Dessa forma, a transportadora pode evitar atrasos e manter uma imagem de ser pontual!

Invista em treinamento

Os motoristas devem dirigir corretamente, visando a segurança, evitando o desgaste do veículo e mantendo a velocidade correta exigida nas vias.

Utilizar um sistema, como o Praxio Globus, para que você consiga gerenciar seus veículos e sua equipe, é uma boa solução!

O desempenho dos profissionais pode ser acompanhado e as rotas planejadas visando a redução de tempo e gastos.

Garantir a performance da frota exige que os colaboradores estejam alinhados. Por isso, o treinamento é essencial para que os motoristas conduzam os veículos com qualidade.

A performance da frota depende da forma como a transportadora é gerenciada e como os colaboradores são treinados. Com uma equipe alinhada, a empresa consegue otimizar as entregas e obter melhores resultados.

Com uma boa conduta, os profissionais influenciarão nas finanças e aumentarão sua produtividade.

Verifique os produtos

Antes de sair com as entregas, uma checagem nos produtos deve ser realizada. Os dados dos pedidos devem ser conferidos para que as viagens não sejam perdidas. Imagine se o endereço estiver errado? O custo de retornar à transportadora e depois precisar voltar para o local certo será ainda maior!

Além disso, ao fazer esta verificação você pode evitar furtos, pois saberá se os números estão certos. Qualquer diferença entre o momento em que o caminhão deixa a transportadora e quando ele conclui a entrega será facilmente detectada.

A credibilidade e a confiança são refletidas nos clientes, o que aumenta a performance da frota.

Monitore a rota e use cartões de pedágio

Manter as rotas válidas é importante para controlar os caminhos que os condutores realizam e o fluxo de informações.

Dessa forma é ainda mais fácil para que os clientes fiquem a par sobre a posição dos seus pedidos. O condutor também pode receber instruções atualizadas, o que proporciona a melhor performance da frota.

Outro recurso tecnológico interessante é utilizar cartões automáticos para pedágio, o que otimiza o tempo de deslocamento e aumenta a performance da frota.

Alguns serviços desse tipo proporcionam descontos, o que ajuda a reduzir custos e organizar melhor os gastos.

Os motoristas não precisam andar com um valor para o pedágio ou tirar do próprio e ser ressarcido posteriormente.

Assim, sempre verifique se existem empresas que realizam esse tipo de serviço na rota que o veículo percorrerá para entregar os pedidos dos seus clientes e implemente em sua frota.

Gerencie a disponibilidade de cada veículo

Se os caminhões estão disponíveis, as entregas não são comprometidas e o nível do serviço prestado é mantido. Assim, o fluxo de atividades é mantido e a performance da frota é aperfeiçoada.

Ao tornar a frota mais acessível, a transportadora consegue arcar com suas responsabilidades e os clientes ficam satisfeitos ao receberem seus pedidos dentro (ou até antes) do prazo.

A quantidade certa de veículos deve ser direcionada conforme a demanda. Para isso, o monitoramento tem papel importante para controlar melhor o status da frota. A transportadora precisa saber quais veículos estão disponíveis para atender melhor seus clientes.

Métricas para a gestão da frota

Trabalhar com indicadores de desempenho influencia nos processos de melhoria na performance da frota.

Escolher as métricas mais relevantes evita que o gestor perca tempo com dados desnecessários que podem comprometer as novas abordagens e mudanças.

A tomada de decisão deve se basear em informações precisas e relevantes. Por isso, antes de começar a trabalhar com indicadores, verifique se eles são imprescindíveis.

Selecionamos algumas métricas simples e comuns, mas que podem ser utilizadas para melhorar a performance da frota.

Confira a seguir:

Ciclo de vida do caminhão

Com esse indicador você consegue saber qual o tempo médio que o caminhão se mantém eficiente. Ao combinar com outras métricas você saberá qual o momento certo para substituir o veículo.

Por consequência, utilizar métricas é a melhor estratégia para averiguar os processos e a operação de transporte. Com as informações obtidas, o processo de tomada de decisão é mais simples, pois as incertezas são eliminadas.

Custo por veículo

O cálculo dessa métrica exige muitas variáveis, como prevenção de acidentes, pedágios, consumo de combustível ou custos com manutenção, entre outros.

Com esse indicador você compreende a verdadeira eficiência de cada caminhão e determina o momento certo para renovar a frota, tornando sua equipe mais produtiva.

Assim, quanto menor o custo com cada veículo, mais eficiência e lucros proporcionará à empresa.

Depreciação

Um dos maiores custos absorvidos pela frota é a depreciação, que tem a função de mostrar o momento de vender um caminhão para comprar outro, por exemplo.

Você pode fazer essa análise comparando os gastos com manutenção durante todo o tempo que a empresa usou esse veículo. Assim, poderá descartar o veículo no momento certo para não gerar mais custos para a transportadora.

Satisfação do cliente

O principal objetivo da transportadora é a satisfação do cliente, pois ele será o melhor promotor da empresa. Ao ter uma experiência memorável ele compartilhará com outras pessoas que poderão se tornar novos clientes.

Esse indicador está diretamente ligado ao cumprimento do prazo de entrega dos pedidos, avarias ou extravios que são resolvidos com rapidez e facilidade de rastrear os produtos, entre outras ações positivas.

Conquiste a melhor performance da frota

A performance da frota é ampliada com um trabalho de equipe bem realizado e coordenado. Por meio do planejamento, o time pode reduzir custos e realizar entregas rapidamente, além de otimizar as rotas, padronizar os procedimentos e elevar seus ganhos.

A gestão da transportadora precisa contar com a tecnologia certa e que integrará diferentes setores da empresa. Assim, as medidas de otimização são mais facilmente aplicadas quando você conta com uma solução integrada como o Praxio Globus.

Conquistar a performance da frota será possível com o controle das áreas financeira e contábil, RH e pessoas; materiais e oficinas e a operação de transporte em si.

Agora que você sabe como melhorar a performance da frota, inclua um sistema de gestão para diminuir o retrabalho da sua transportadora. Entre em contato com a Praxio!