Pular para o conteúdo

Conteúdo

Blog

Últimas Notícias

A rentabilidade no transporte de carga fracionada

Lidar com cálculos de prazos, custos mínimos e rentabilidade no transporte de carga fracionada é um desafio diário para as transportadoras. Afinal, é preciso gerenciar indicadores e controlar o volume da carga. Como também calcular distâncias e outros trâmites que envolvem a logística.

Lembrando que erros nesses processos podem resultar em altos prejuízos, retrabalhos e atrasos. Por isso, reunimos as principais dicas para garantir rentabilidade no transporte de carga fracionada. Confira!

 

O que é o transporte de carga fracionada?

Este tipo de transporte diz respeito à operação em que somente uma pequena remessa de carga é enviada. Dessa maneira, o embarcador custeia apenas o espaço pela sua mercadoria no veículo de transporte.

A modalidade é destinada às pequenas cargas, que ocupam lugares menores durante o transporte. A vantagem para a transportadora é conseguir utilizar a capacidade total dos caminhões, fracionando produtos com características semelhantes.

Em resumo, a operação de carga fracionada é necessária quando não há mercadorias suficientes para preencher todo um caminhão. Ou mesmo quando ela não é grande o bastante para tal. Assim, ele é abastecido com mercadorias pequenas, muitas vezes de mais de um embarcador.

 

Diferença entre carga fracionada e carga completa

A diferença entre os dois tipos de carga é evidente. Quando se trata de carga completa, a mercadoria é enviada sozinha. De forma que a empresa arcará com o frete total. Ainda que seja um produto pequeno ou a quantidade não ocupe todo o compartimento de carga.

Embora seja mais custoso, a carga completa é indicada em situações específicas, como:

 

  • Produtos químicos
  • Cargas perigosas
  • Grandes volumes de encomendas com o mesmo destino

 

Gestão de custos da carga fracionada

Como vimos, a operação de transporte de carga fracionada consiste em carregar, em um mesmo veículo, os pedidos de diversos clientes. Por isso, muitas vezes é preciso que o gestor organize as entregas para que sejam acumuladas. Isto é, os pedidos aguardam um período até que haja volume suficiente para a partida do caminhão para uma região específica.

A esse processo, é dado o nome de consolidação de cargas. Esse recurso é essencial para otimizar os custos com o transporte de cargas fracionadas. Isso porque, sem esse planejamento, o caminhão pode sair e não aproveitar sua capacidade total.

Assim, é o trabalho da transportadora gerenciar prazos de entrega à necessidade de reduzir seus gastos operacionais da gestão de transporte. Como por exemplo, combustível, pneus e manutenção de veículo.

Fazer a gestão completa da transportadora é fator de suma importância para garantir a rentabilidade do negócio. Portanto, o gestor precisa ter acesso a todo o controle de despesas e investimentos da transportadora de carga fracionada.

Controlar informações contábeis e financeiras passa a ser mais fácil quando o gestor conta com um software de gestão integrada. Nesse sentido, a plataforma é um sistema que integra todos os dados e processos em um único sistema.

A integração pode ser vista sob perspectivas funcionais, envolvendo setores como o de contabilidade, financeiro, recursos humanos, entre outros. Ou sob a perspectiva sistêmica, envolvendo o sistema de processamento de transações, sistemas de informações gerenciais e sistemas de apoio à tomada de decisão.

 

Gestão de volume e rotas

Como é baseada em remessas de menor quantidade, a carga fracionada exige o controle de volume total. O que envolve informações completas sobre a carga: embarcador, destinatário e documentos eletrônicos de transporte))

O software de gestão também ajuda a controlar esses dados. Em que, por meio do código de barras importa todas essas informações para o sistema. Alguns dos benefícios dessa ferramenta são:

 

  • Redução dos ciclos de processamentos
  • Aumento das taxas de output
  • Aumento na precisão das informações
  • Redução de perdas com materiais
  • Agilidade na captura de dados
  • Rápido acesso às informações

 

Tratamento de ocorrências

Ocorrências são todas aquelas operações que não obtiveram êxito. Ou seja, cuja entrega não foi possível por qualquer motivo. Os custos envolvidos no tratamento de ocorrências geram altos prejuízos. Isso ocorre principalmente quando a transportadora não resolve o problema com rapidez.

Por isso, ter o controle de toda a operação é importante para visualizar com antecedência todo o processo de logística da transportadora de cargas fracionadas, permitindo tomar decisões a fim de evitar perdas e potencializar ganhos.

 

Gestão da informação

Manter o controle de frotas é uma maneira de enviar prejuízos. Nesse quesito, o ERP para carga e logística traz como benefício o recurso de monitoramento de frotas. Por exemplo, controlando a posição de veículos.

A plataforma permite a gestão sobre os roteiros de entrega, que é uma forma inteligente de otimizar os roteiros de carga. Permite consolidar, de forma estratégica, informações como:

 

  • Distância percorrida
  • Pontos de entrega
  • Despesas de transporte
  • Prazos

 

Além do controle da posição dos veículos por geoposicionamento, a solução garante o controle de manutenção corretiva e preventiva da frota de veículos. Como também o controle de abastecimento e de pneus. A frota em dia evita possíveis quebras e acidentes.

 

Solução completa para carga fracionada

Além dos benefícios citados acima, o sistema de gestão integrada traz ainda outras vantagens para a rentabilidade no transporte de carga fracionada. A Praxio, empresa especialista em soluções tecnológicas para transportadoras de cargas e passageiros, possui a solução completa para o transporte de carga fracionada.

O ERP Carga e Logística foi desenvolvido de acordo com as necessidades de uma transportadora. O software é a solução perfeita para integrar operação de transporte, logística e armazenagem com inteligência artificial, automatizando todo o processo. Dessa maneira, o sistema otimiza a rotina da empresa e reduz os processos manuais.