Pular para o conteúdo

Conteúdo

Blog

Últimas Notícias

Margem de lucro na transportadora: o que é e como calcular

Saber exatamente o que acontece com o dinheiro é essencial para qualquer CEO. Na área de transporte rodoviário não é diferente. A margem de lucro na transportadora é um dos principais indicadores de negócio quando se fala em sucesso e crescimento.

Mas afinal, você sabe calcular a margem de lucro da sua empresa? Não se preocupe se a sua resposta não estiver na ponta da língua. Apesar de parecer uma pergunta simples, muitos empresários ainda têm dificuldades com a questão.

A margem de lucro revela o percentual lucrativo das atividades realizadas. Esse indicador serve não somente para determinar o valor que um produto ou serviço deve ser comercializado, como também para compreender o quanto a empresa está lucrando.

 

Como é a Margem de Lucro na Transportadora

Em suma, a margem de lucro é o que separa o lucro do prejuízo. É o que estabelece o preço do serviço de frete, e determina a lucratividade da empresa em relação ao investimento realizado.

O lucro é a diferença entre o faturamento obtido com as vendas e os custos de execução do trabalho. Já a margem de lucro, portanto, representa o valor em porcentagem do resultado entre o lucro bruto e a receita total.

 

Funções da Margem de Lucro no mercado

É imprescindível que o empresário entenda a importância da margem de lucro para a transportadora. Pois é ela quem vai determinar os preços oferecidos, de maneira que cubram os custos totais do transporte.

Ela também deve estar dentro dos valores que o mercado está disposto a pagar. Além, é claro, ainda sobre capital de giro. Encontrar esse equilíbrio é o grande desafio para deixar as contas no azul.

A função da margem de lucro é gerar ganhos para a transportadora e aprimorar as vendas de serviço. Por meio do cálculo dos custos e lucros é possível determinar a formação do preço final do transporte de carga.

 

Valores da margem de lucro

Para calcular a margem de lucro, é preciso primeiro entender o que essencialmente é o lucro. Trata-se da diferença entre o faturamento obtido com as vendas e os custos de execução do trabalho. Ou seja, a fórmula para encontrar o lucro bruto é:

 

Faturamento – Custos = Lucro

 

Como calcular a Margem de Lucro na Transportadora

Ao saber exatamente o valor do lucro obtido na sua transportadora, é possível descobrir qual é a sua margem de lucro. Ela é calculada por meio da relação entre o lucro bruto e a receita total. Assim, a fórmula é:

 

Lucro ÷ Faturamento = Margem de Lucro

 

Identifique os custos

O primeiro passo para encontrar a margem de lucro é identificar tudo o que é gasto para fazer com que a transportadora funcione com eficiência. Dentro dessa conta, entram dois tipos de custos no transporte: fixos e variáveis.

Os mais fáceis de identificar são os custos fixos, aqueles que estão todo mês na planilha de pagamentos. Além das contas de dia a dia, como telefone, luz, internet e água, entra aqui também o custo com a folha dos funcionários, encargos sociais, impostos como o IPVA, seguro obrigatório e licenciamento do veículo e seguro do veículo.

Para os custos variáveis, o levantamento de gastos é mais difícil, pois precisa levar em conta cada um dos gastos para a empresa funcionar. Entre eles estão os gastos com combustível, manutenção dos veículos, pneu, lubrificantes, lavagens e graxas e pedágios.

Isso porque eles dependem diretamente do volume de deslocamentos realizados em um determinado período. É importante não deixar nenhum dos custos de fora. Pois isso pode dar uma falsa ideia de lucratividade, quando, na verdade, é possível até estar no prejuízo. A depreciação do veículo e possíveis investimentos também devem ser levados em conta.

Assim, os custos, na já mencionada conta acima, é representado pelo valor:

 

Custo de produção + Despesas fixas + Despesas variáveis = Custos

 

Exemplo prático da Margem de Lucro

Para compreender na prática como calcular a margem de lucro, imagine uma empresa que teve um faturamento mensal de R$ 200.000, cujos gastos realizados no mês são:

 

Custo de produção: R$ 50.000

Despesas Fixas: R$ 90.000

Despesas Variáveis: R$ 10.000

 

Podemos concluir que o total de custos, portanto é de R$ 150.000, pois:

 

Custo de produção (R$ 50.000) + Despesas fixas (R$ 90.000) + Despesas variáveis (R$ 10.000) = Custos

 

Assim, para calcular o lucro da transportadora, é preciso subtrair o total do faturamento pelo total de custos realizados no mês. Dessa maneira, a conta será:

 

Faturamento (R$ 200.000) – Custos (R$ 150.000) = Lucro

 

No exemplo acima, o lucro bruto da transportadora no mês foi de R$ 50.000. Para saber a margem de lucro, é preciso aplicar a equação que envolve o valor do lucro e o valor do faturamento. Assim, sendo:

 

Lucro (R$ 50.000) ÷ Faturamento (R$ 200.000) = Margem de Lucro

 

Portanto, podemos concluir que a margem de lucro obtida pela transportadora no exemplo acima foi de 25%.

 

Como aumentar a Margem de Lucro na Transportadora

Após realizar todo o cálculo, você identificou que a margem de lucro não é o suficiente para a sua transportadora? Confira algumas estratégias para cortar custos que podem te ajudar a melhorar o resultado e garantir maior rentabilidade para a empresa:

 

1-Frota própria ou terceirizada

É preciso avaliar todas as despesas com o veículo, somando seguro, impostos, mão de obra e manutenção do transporte. Em contrapartida, faça o orçamento com algumas empresas de transporte terceirizado.

Com os valores em mãos, compare se vale a pena manter a frota toda ou terceirizar uma parcela para um trajeto específico, por exemplo.

 

2-Controle de frotas

Saber por onde os veículos passam é importante por duas questões. Além de possibilitar a mudança de rota para diminuir custo com metragem rodada ou pedágio, o controle de frotas permite otimizar a logística e pensar em itinerários mais inteligentes.

Ter o controle de logística permite também prever cargas de retorno, barateando o custo do transporte. Afinal, operação ociosa, isto é, caminhão que volta vazio, desperdiça tempo e dinheiro.

 

3-Documentos em dia

Com a mudança das leis para o transporte, não é nada fácil se lembrar de cada regra nova. Apesar disso, é preciso controlar os documentos obrigatórios, como a emissão de CTe e notas ficais. A SEFAZ, por exemplo, bloqueou o acesso à consulta de NFe sem certificado digital.

Automatizar o processo, portanto, evita multas e processos trabalhistas.

 

Contrate um Software de Gestão

Fazer todos esses cálculos pode ser um grande desafio para empresa. Porém, com um Sistema de Gestão Empresarial (ERP) é possível fazer a gestão completa de todas as informações da empresa de maneira integrada e automatizada.

Com o auxílio do software, é possível identificar com rapidez o lucro da transportadora, cadastrar e analisar os custos, bem como traçar um planejamento estratégico para determinar a margem de lucro da transportadora. O software também automatiza processos fiscais, como emissão de notas e outros documentos.

As Soluções Praxio para Transporte e Logística contam com Inteligência Artificial para agilizar todos os processos sem a necessidade de intervenção humana. Isso facilita a análise dados e ajuda no planejamento estratégico de toda a empresa.

Ficou com dúvidas? Saiba como um ERP pode ajudar a obter mais lucro na sua transportadora e aumente a Margem de Lucro na sua empresa.

e-book para controle de custos da transportadora