Pular para o conteúdo

Conteúdo

Blog

Últimas Notícias

Como a qualidade no atendimento pode aumentar a venda de passagens rodoviárias

Gestores habituados a lidar com o consumidor final já sabem! A qualidade no atendimento é essencial para a fidelização do cliente. No entanto, a exigência do público aumenta a cada dia. E, por isso, é preciso se renovar constantemente quanto às formas de atender.

Afinal, um pequeno detalhe pode ser o diferencial competitivo que conquistará a retenção dos consumidores. Isso se aplica a todo negócio em formato B2C, ou seja, business-to-consumer. Portanto, empresas de transporte rodoviário também precisam pensar em inovação e qualidade quando o assunto é atendimento, se desejam vender mais.

Nesse sentido, separamos dicas para otimizar a qualidade dos processos com foco na satisfação do cliente. Não somente para atrair novos consumidores, como também, para ampliar a taxa de retenção das empresas de transporte!

 

Compra de passagens rodoviárias

Você provavelmente já ouviu a expressão: “a primeira impressão é a que fica”. Mesmo quando não se fala em uma loja, a aparência de qualquer ambiente é o pontapé inicial para chamar a atenção das pessoas.

 

  1. Local

Tratando-se de uma rodoviária, é preciso pensar no estado dos guichês. A dica é manter todo guichê sempre limpo e bem iluminado, com informativos sobre as viagens oferecidas bem localizadas – bem como qualquer sinalização inerente ao serviço.

Também é preciso pensar na qualidade dos quiosques de autoatendimento. Estes, devem estar em bom estado e funcionando normalmente. Caso necessitem de manutenção, ela deve ser providenciada o quanto antes.

Cuidado com a tecnologia utilizada. O sistema deve ser intuitivo e minimizar erros por parte dos clientes. Se a ideia é gerar benefício ao consumidor, como a comodidade, no caso do autoatendimento, é preciso que ela cumpra seu propósito.

 

  1. Recepção

Não tem nada mais desestimulante para o cliente que estar interessado no serviço e o atendente não estar preparado para informá-lo. Os colaboradores precisam dominar as informações sobre as viagens oferecidas.

Além desse domínio, é importante investir em treinamentos que determinam as normas de relacionamento com o consumidor. É necessário que, ao receber os clientes, o atendente seja cortês e solicito.

O feedback do cliente pode ser o ponto de partida para melhorar não só o atendimento, como o serviço oferecido. Por isso, o atendente deve ser capacitado para ouvir os clientes, e repassar a opinião aos seus superiores. Ela deve ser o ponto de partida para implementar melhorias na empresa.

 

  1. Formas de comprar passagens

Conte com diferentes condições de pagamento. Em um mercado em crise, oferecer diferentes formas de pagamento pode atrair novos clientes. Informe-os também de ações promocionais, que geram oportunidades para o comprador e chamam atenção pela economia!

Facilitar a compra de passagens também envolve pensar em nossos pontos de venda. No caso de uma empresa de transporte de passageiros, uma alternativa inteligente é a Venda Embarcada.

Afinal, ela permite a comercialização e passagens por um aplicativo para celular, efetuada pelo próprio motorista dentro do ônibus, ao longo do trajeto. Saída interessante para quem deseja embarcar no meio do caminho ou deixou a compra da passagem para a última hora.

 

Surpreendendo positivamente o cliente

Outra forma para atrair novos clientes é ultrapassar as suas expectativas. O desafio, em um mercado competitivo, é planejar como fazer isso sem desequilibrar a receita. Primeiramente, faça uma análise da concorrência. No mínimo, a sua atividade deve ser semelhante àquilo que é oferecido no mercado.

Além disso, um serviço de atendimento ao consumidor (SAC) é o canal certo para que os clientes possam entrar em contato para tirar dúvidas ou fazer reclamações. O atendimento funciona como um “cartão de visitas”.

O SAC é um setor chave na fidelização de clientes. Isso porque qualquer problema pode ser facilmente solucionado, melhorando a experiência do consumidor.

Outra boa forma para ampliar a base de clientes é criar canais que facilitam a utilização do seu serviço. Um exemplo é a possibilidade de fazer check-in digital para o embarque. Para uma geração de consumidores digitais, tecnologia de ponta é o que enche os olhos do cliente.

 

Mais que atrair: como fidelizar o cliente

Se uma operação otimizada é capaz de encantar os clientes, ela também é capaz de fideliza-los. Nessa missão, existem opções que vão além da experiência do consumidor na viagem propriamente dita. A ideia é criar um relacionamento com quem utilizou o seu serviço.

Uma boa ideia é criar um canal de comunicação, que pode ser feito pelas redes sociais ou envio de e-mails aos clientes interessados em ações promocionais ou newsletters sobre o setor de viagens e turismo.

Outra forma de tornar seu serviço ainda mais atrativo é diversificar seus canais de venda mesmo em locais onde não há estrutura para grandes terminais rodoviários. Isso é possível com auxílio de tecnologia.

Com o Guichê POS, é possível que passagens rodoviárias sejam vendidas em qualquer ponto comercial. Assim, uma máquina portátil com acesso à internet emite a passagem, e o embarque do passageiro pode ser feito em pontos determinados do trajeto do ônibus.

 

Invista em tecnologia

Não é novidade que a tecnologia mudou a forma de gerenciar e trouxe facilidade dentro das empresas. Para quem trabalha com o transporte de passageiros, a nova plataforma da Praxio promete ampliar as oportunidades no setor.

Tanto Venda Embarcada como o Guichê POS, passando também pela qualidade do sistema utilizado pelo quiosque de autoatendimento, são recursos que são disponibilizados pela plataforma de Gestão de Venda da Praxio.

Se deseja gerenciar informações de venda a fim de otimizar a qualidade no atendimento ao passageiro, a tecnologia de gestão integrada especializada no transporte rodoviário é principal inovação para o setor.

Além desses recursos, as informações de vendas são extraídas e repassadas em tempo real. Como também contam com armazenamento em nuvem que garante escalabilidade, segurança e privacidade.