Pular para o conteúdo

Conteúdo

Blog

Últimas Notícias

A importância da tecnologia da informação na gestão de transporte

A transformação digital mudou todos os setores da economia, do trabalho e da educação. E com a tecnologia da informação na gestão de transporte, não foi diferente. A evolução tecnológica representou um grande salto para a agilidade nas operações do segmento.

Atualmente, as transportadoras podem recorrer a diversos sistemas, capazes de otimizar a eficiência logística e torná-la ainda mais atrativa ao cliente. Isso porque essas ferramentas melhoram a qualidade e a segurança no setor.

A tecnologia de informação também representa, hoje, um diferencial competitivo para essas empresas. As otimizações tornam os processos mais produtivos e menos onerosos. Assim, têm impacto direto no bolso – aumentam o fluxo de caixa e melhoram a rentabilidade do negócio.

Saiba mais sobre essas soluções e como elas transformam cada processo do transporte de cargas:

 

  1. Sistemas de Gerenciamento de Transportes (TMS)

Conhecido como TMS, o Sistema de Gerenciamento de Transporte é um software voltado à todas as rotinas referentes ao processo de distribuição. Dessa maneira, tem como objetivo controlar o desempenho operacional da transportadora. Esse controle é feito por meio das informações geradas em tempo real pelo GPS.

Assim, é possível garantir maior rapidez durante as entregas dos pedidos, como também ter mais segurança ao transportar cargas. Afinal, o sistema permite o gerenciamento de todos os veículos que compõem a frota – carregamentos, descarregamentos e ocorrências.

Outro benefício é o controle da documentação das cargas. O software também garante o acompanhamento dos funcionários e dos materiais de consumo. Assim como os cálculos de valores de fretes, prazos de entrega e a emissão de documentos fiscais, como o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CTe).

 

  1. Sistemas de monitoramento e rastreabilidade

Outro recurso tecnológico a ser considerado na gestão de transporte é a interoperabilidade de sistemas. Ou seja, a capacidade de um sistema se comunicar de forma transparente com outros sistemas. Isso significa que um software que possibilita integrações com soluções complementares pode otimizar ainda mais as operações do segmento.

Nesse sentido, entram em cena as integrações com rastreadoras e gerenciadoras de risco. A rastreadora permite o monitoramento em tempo real das rotas elaboradas. São responsáveis por repassar as ocorrências de posicionamento ao software de gestão integrada.

O software de gestão integrada também pode ser associado às gerenciadoras de risco. De forma automática, robôs são responsáveis por registrar cargas liberadas e gravar o retorno das informações (data, hora e número de registro) enviadas pela seguradora.

Essas duas funcionalidades agregam ao gerenciamento da transportadora:

 

• Recomendações de trajeto com base em tráfego e segurança do local;
• Possibilidade de programar entregas;
• Verificação do status de cada mercadoria;
• Credibilidade de informações.

 

Lembrando que o ideal é que essas funcionalidades sejam integradas ao software utilizado – como o ERP, por exemplo. E alimentem este sistema com informações úteis para o gerenciamento completo da operação.

 

  1. Sistemas de gerenciamento de armazéns (WMS)

WMS é a sigla em inglês para Warehouse Management System, que em tradução livre é o Sistema de Gerenciamento de Armazém. Ou seja, a tecnologia permite controlar a estocagem, fluxos de entregas, separação e expedição de mercadorias, localização de produtos nos armazéns e suporte logístico.

A vantagem desse sistema é que ele agiliza a separação de mercadorias, por meio do controle dos armazéns. O que traz como benefício maior qualidade e rapidez nos transportes. E, consequentemente, a satisfação dos clientes.

 

  1. Sistema de Gestão Integrada (ERP)

Talvez a principal forma de aplicar a tecnologia da informação na gestão de transporte. Conhecido como ERP, derivado do termo Enterprise Resource Planning, trata-se do software que integra todas as atividades da empresa. São responsáveis por automatizar processos logísticos, facilitando a gestão empresarial e otimizando a quantidade de programas e controles departamentais.

O sistema de gestão integrada impacta positivamente todos os setores da empresa, já que integra os setores em uma só plataforma. E é a solução perfeita para conectar logística e armazenagem com inteligência artificial, trazendo benefícios como:

 

• Redução de custos;
• Controle dos dados;
• Redução do trabalho funcional;
• Aumento de produção e melhora da comunicação interna.

 

Já existe hoje, no mercado, software ERP especializado no transporte de cargas e logística. Completo, contempla as funções do TMS e do WMS, além do gerenciamento dos diversos departamentos da empresa, como RH, fiscal, entre outros. Além disso, são interoperacionais e integram com rastreadoras e gerenciadoras de risco.

Um diferencial importante do ERP especializado em operações logísticas é a identificação da melhor rota para distribuição. Ideal para otimizar o deslocamento e aumentar a rentabilidade no transporte de cargas fracionadas.

Ao emitir o documento de entrega, o sistema traça automaticamente a rota e cria o polígono no mapa, definindo cada região de distribuição.